sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Como (quase) namorei Robert Pattinson - Carol Sabar

Autora: Carol Sabar
Editora: Jangada
ISBN: 978.85.64850.01-9
Páginas: 463

 Aos 19 anos, Duda é literalmente viciada na saga Crepúsculo. Já perdeu a conta de quantas vezes leu os livros da série e assistiu aos filmes. Através de um perfil secreto na internet, ela se comunica com outras fãs do Crepúsculo que, assim como ela, estão totalmente convencidas de que não há garoto no mundo que valha um dente canino do vampiro Edward Cullen. Sua obsessão ganha fôlego com uma temporada de estudos em Nova York, onde ela faz planos mirabolantes para conhecer pessoalmente Robert Pattinson, o ator que interpreta o vampiro nos cinemas. Mas, após um incidente com seus únicos (e insubstituíveis!) livros da saga, Duda entra em verdadeiro surto de desespero. Percebe, então, que uma mudança radical em seu comportamento “crepuscólico” é mais do que urgente. O que ela não esperava era conhecer Miguel Defilippo, seu vizinho na ilha de Manhattan, que é a cara do ator Robert Pattinson! Apaixonante, lindo, rico, misterioso e ambíguo, Miguel acaba se tornando um desejo mais inacessível para Duda do que o próprio astro de Hollywood. Uma história cheia de humor, aventuras e reviravoltas, para você chorar de rir! 

Uma palavra para definir esse livro? Risadas, toneladas e toneladas de risadas. 

Posso confessar uma coisa?(por favor não me enviem uma carta com antraz). Se eu não tivesse ganho esse livro em um encontro do "The five", eu nunca iria ler, sério, nunca, motivos? Primeiro porque (essa é a hora que vocês querem me matar) é nacional, segundo porque o título me desanimou completamente e só de pensar que a estória era sobre uma fanática por crepúsculo, me deixou nauseada, terceiro porque esse tipo de livro não é nem de longe meu estilo (prefiro fantasia).

Mas como vocês podem ver eu li o livro, e contradizendo todos os meus motivos, eu amei de paixão.

Duda é uma garota de 19 anos, viciada em crepúsculo e que tem uma obsessão por Robert Pattinson, ela faz uma viagem para Nova York para estudar e também com uma esperança gigantesca de encontrar o robert por lá, só que...quando ela chega lá ela encontra ele, quer dizer +ou- porque ela na verdade encontra Miguel Defilippo que é a cara cuspisda e escarrada do robert pattinson e a partir vocês podem imaginar o que acontece, agora chega de resumo vou falar porque o livro legal.

Primeiro de tudo os personagens, os personagens são demais e só deixam a estória melhor ainda, começando pela Duda, Meu Deus eu a-do-re-i ela, uma personagem principal perfeita, ela é tímida (pelo menos no começo), tem um senso de humor arrebatador e quando ela está em uma situação não favorável o pessimísmo dela te faz chorar de rir. Todos os personagens desse livro apesar de serem poucos, são fundamentais para o desenvolvimento dos fatos e cada um é único.

Um ponto muito bom nesse livro que me fez gostar muito mais do pensei que pudesse gostar, foi por mais que Duda seja uma crepuscólica seu vício não interferiu no contexto (não tanto pelo menos) e não foi uma coisa continuamente reafirmada durante a leitura, o que pra mim é ótimo, eu sei como uma crepuscólica age, pra minha danação infelizmente fui uma.

Gente sabe qual foi a minha impressão ao ler C.Q.N.R.P? Foi ver um resumo da saga crepúsculo inteira (vcs vão entender do que eu tô falando), mas antes que torçam o nariz, eu aviso, é muuuuuito mais divertido e imensamente menos dramático, e contrariando as expectativas é fabulosamente original, well isso se não considerarmos a boa e velha história de mocinha que encontra garoto perfeito e luta pra conquistar ele e blá, blá, blá. 

A estória corre no ritmo certo e é bem estruturada, sabe, nenhuma ponta fica solta é leve e simples mas como eu disse antes ela te faz ficar sem ar de tanto rir, e eu adoro livros assim, você nem percebe as páginas passando, porque apesar desse livro ser bem grandinho (463 págs), é possível lê-lo bem rápido, pois a leitura não é de jeito nenhum cansativa e me atrevo a dizer que não existe uma única parte chata nesse livro.

Enfim é leitura obrigatória para qualquer fã de crepúsculo, e não só para eles, esse livro é ideal pra todos que procuram uma leitura divertida, leve e sem melodrama.
Carol Sabar acertou em cheio em seu livro de estréia, eu adoraria que ela nos presenteasse com mais ótimas estórias como essa.

Então pessoal espero que tenham gostado, comentem bastante, ok?
Abraço á todos. 


9 comentários:

Juliana . Oliveira disse...

Bem tenho que confessar que não me interessei muito de cara pelo livro, apesar de adorar livros nacionais e ter a consciência de que são extremamente bem bolados e bem escritos.
Mas depois de ler a sua resenha tão positiva sobre o livro quem sabe eu não leia futuramente? lalala
Parabéns pelo blog e pela resenha!
Um beijo ;*

Juliana . Oliveira
www.linhasdeencanto.blogspot.com

Denise Parra disse...

Desde que ouvi falar do livro gostei logo de cara, já que sou super fã da saga Crepúsculo. E agora lendo sua resenha fiquei com mais água na boca, espero que em breve consiga ler.

Beijos

Bruna Sversutti disse...

Eu estou louca para ler este livroo!!
Sua resenha me deixou com ainda mais vontade!!Muito boa!!

Eu tinha uma certa reserva em relação a livros nacionais, na vdd eu ainda tenho mas estou tentando superar a cada dia...eles merecem nossa atenção não eh?!

Seguindo e participando do Top!
Espero sua visitinhaa!!
http://my-literarylife.blogspot.com/

Grande bjo e sucesso com o blog!!

Flávia Muniz disse...

Sou bem como você e não estou com a menor vontade de ler esse livro, justamente pro ser sobre uma fanática por Crepúsculo. Pode parecer preconceito, mas é a verdade HAHAHA.
Dê uma chance aos livros nacionais, viu? Tem muita coisa boa por aí.
Bjs!

http://letrassobreletras.blogspot.com/

Naty disse...

Você era fã de Crepúsculo? E agora não gosta mais porque? ;x Só uma dúvida rs'

Adoreei a resenha! Eu gosto de Crepúsculo e quando vi esse lançamento fiquei louca com ele. Todas as resenahs que li até agora têm dito que é um lviro bastante engraçado e eu ando precisando de dar umas boas risadas mesmo. rs'

Com certeza irei ler esse livro, já está na minha lsita de desejados. (:

Bj;*
Naty.

Jessica Souza disse...

Fiz uma resenha do livro no meu blog também! Livros como esse me deixam orgulhosa de ser brasileira! eu adorei também! a duda é fatal! hauaha
Beijokas
Jeh
http://starbucksandbooks.blogspot.com

Priscilla Faustino disse...

Parabéns pela resenha! Desde que soube desse livro, me deu vontade de lê-lo, não só por ser fã de crepúsculo (aliás por que você deixou de gostar da saga?), mas também por ser uma obra nacional. Sua resenha atiçou ainda mais a minha curiosidade pela leitura.

Bjinho,
pirigueteliteraria.blogspot.com

Jeniffer Yara disse...

Gente, ela é um autora nacional, escreveu sobre Crepúsculo e o livro tem humor e não é cansativo de ler? Eu quero ler AGORA esse livro! hahaha' Pela sua resenha é mesmo um livro que vale a pena ler,já entrou pra minha lista de desejados, afinal, sou fã da saga também ><

Raquel Miranda disse...

Poxa preconceito com livro nacional maldade viu rsrsrsrs
Eu super apoio autores nacionais, e já ouvi maravilhas desse livro. Apesar de odiar (odeio mesmo) o Robert eu daria uma chance sem exitar ao livro. Ainda mais pela sua resenha, ele parece ser bem estruturado e só o título já dá para ver que ele é bem engraçado.
Bjs

Raquel Miranda
Nós e Livros - @noselivros